17 de out de 2012

Versículo do dia


"Torre forte é o nome do Senhor; para ela corre o justo e está seguro." (Provérbios 18:10).

8 de out de 2012

Versículo do dia

Crédito: wallpaperscristaos

"Mil poderão cair ao teu lado, e dez mil à tua direita; mas tu não serás atingido." (Salmos 91:7).

(Peço desculpas pela falta de atualização do blog, em breve voltarei com as postagens diárias).

5 de out de 2012

Versículo do dia


"O Senhor é meu pastor; de nada terei falta. Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranquilas; restaura-me o vigor. Guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome." (Salmos 23:1-3).

Somos dependentes do Senhor.

Eis uma verdade absoluta: Somos dependentes do Senhor e sujeitos à Ele em todas as circunstâncias. A Bíblia diz que Deus conhece nosso sentar e levantar (Salmos 139:2) e que fomos gravados na palma de Suas mãos (Isaías 49:16). Infelizmente, nem sempre somos convencidos à tempo desta verdade.
Deus não se agrada de nossa auto-suficiência. E quando uso este termo, não me refiro apenas à negligência declarada nas coisas de Deus, e nem mesmo apenas aos incrédulos que ignoram qualquer dependência no Senhor, mas me refiro também a nós cristãos - já convencidos da Soberania e controle de Deus sobre todas as coisas, - as vezes tão individualistas, tão centrados em si mesmos.
Há uns dias atrás várias coisas me distraíram, inclusive um problema de saúde. Então sutilmente com o passar dos dias, pude sentir a letargia espiritual tomando conta de tudo. Mas há um versículo que fala muito comigo e me senti inclinada a praticá-lo: "Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra" (Colossenses 3:8). 
Algumas lições já me foram ensinadas ao longo desse período de tribulações. Inclusive posso ver com clareza a resposta de Deus à uma de minhas orações: "Senhor, se faz presente na minha vida, ensina-me a Te conhecer melhor!" Como posso conhecer à Deus se mesmo havendo dedicação da minha parte para com Ele, ainda sou independente e auto-suficiente em tantas áreas da minha vida? Como posso conhecer a Deus se a minha dependência para com Ele ainda é enxergada através de uma visão limitada? 
Sou sincera quando escrevo e falo de Deus. Acontece que o processo de conhecer a Deus é algo que se estende até o nosso último dia. Deus nos aperfeiçoa diariamente, e portanto, sempre temos o que aprender da sua infinita sabedoria.
Posso não entender hoje o por que das minhas lutas, posso não me satisfazer nesse período de dores e incertezas, mas desta vez experimentei algo novo: Aceitar com mansidão as batalhas que Deus permite que nos acometam. Há mais um ensinamento agora, mais uma etapa vencida, Deus me faz capaz de aceitar a dor e o pesar e não permitiu que eu me revoltasse contra o seu controle sobre isso. Não estou dizendo que a partir de agora vou aceitar à minha vida todas as enfermidades e tribulações que me surgirem, quero dizer com isto, que se de alguma forma ficar entendido que é Deus que está permitindo ou promovendo aquilo, então continuarei suplicando, mas com um coração humilde e que jamais se revolta no Senhor.
Não quero que pareça um exagero eu estar falando do que tenho passado nas últimas semanas. Quero com isso, glorificar a Deus por mesmo em momentos difíceis me fazer enxergar sem escamas nos olhos, o quanto somos miseráveis e imprestáveis longe do Senhor. Me vi diversas vezes em circunstâncias onde simplesmente entendi: sem Deus minha vida é nada. Não vou sair dessa condição, não encontrarei a solução dos meus conflitos enquanto não houver a mão do Senhor.
Deus é um estrategista absoluto. Ele usa as tribulações que o inimigo nos impõe para a Sua honra e Glória! Veja só: Minha dependência no Senhor agora é vista de maneira mais nítida, mais ampla. Aprendi a lição de que todas as áreas de nossas vidas devem ser trabalhadas por Deus e que isso só acontece quando entregamos à Ele. As vezes agimos assim, mas não é por uma questão de orgulho. Temos tantos motivos de oração que esquecemos de conversar com Deus sobre coisas importantes. Pois aprendo com isto de que preciso entregá-lo tudo. Remir o tempo, apresentar todas as áreas, simplesmente tudo. Pode parecer desconexa para alguns outra lição que meu professor Jesus me ensinou nesses últimos dias, mas é a pura verdade: Apesar da estagnação espiritual e da condição em que me encontrei, aprendi a amá-lo ainda mais do que antes, e eu sei por que. Isto porque nesses dias conheci um pouquinho mais de Quem é Deus e o que Ele representa!

Que Deus nos ensine a sermos dependentes dEle sem reservas. Que o Seu Santo Espírito venha habitar em nós e nos mostrar que somos incapazes, pequenos e insuficientes sem a Sua santa presença. Que os pensamentos e os caminhos de Deus tão mais altos que os nossos venham nos moldar nesses momentos de adversidade, e que sejamos um vaso novo, restaurado, feito pelas mãos do Senhor! Que Deus venha nos dar vitória depois de pularmos à cada obstáculo vencido, e que seja mais uma prova ganha, entre tantas. Que haja mansidão em nós independente da situação, e que jamais habite o espírito de rebelião quando tivermos de aceitar as dificuldades. E que seja tudo para a Honra e Glória de Jesus Cristo, Amém!

4 de out de 2012

Versículo do dia


"Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro. O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra." (Salmos 121:1-2).

3 de out de 2012

Versículo do dia

Crédito: wallpaperscristaos

"E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível para aquele que crê." (Marcos 9:23).

*Peço desculpas pela ausência no blog nos últimos dias. Estou me recuperando de um problema de saúde, mas em breve volto com as postagens diárias para a glória de Jesus Cristo!

1 de out de 2012

Versículo do dia


"Deus enxugará de seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, pois já as primeiras coisas são passadas." (Apocalipse 21:4).

Não deixe seu coração esfriar.


Antes de tudo, quero dizer que a postagem de hoje fala primeiramente comigo. Tenho estado doente nos últimos dias, e infelizmente minha saúde espiritual encontra-se juntamente, parcialmente abalada.
Quando experimentamos o amor de Deus e fazemos do nosso relacionamento com Ele uma constante, qualquer distanciamento (sempre de nossa parte) por mais singelo que seja, é sempre duro de aceitarmos.
Todo relacionamento precisa ser alimentado, cultivado. Não há amor que sobreviva se não existir comunhão, intimidade, dedicação diária. Podemos nos basear por uma amizade. Dois amigos que na juventude faziam tudo juntos. Um consultava a opinião do outro antes de tomar decisões importantes, um cuidava do outro quando este enfrentava algum momento difícil, os dois alegravam-se juntos nos momentos felizes! Então chega um dia em que independente do motivo, essa amizade esfria, já não é a mesma. Aqueles laços sólidos de companheirismo agora são substituídos por um telefonema rápido e por visitas cada vez mais raras. O assunto agora tornou-se vago. 
Devemos ter muito cuidado com as atividades e situações sutis que nos surgem no caminho, para que estas não nos afastem de nosso melhor amigo: Jesus! Assim como nosso corpo precisa de água para ser hidratado e alimento para ser nutrido, assim também sobrevive o nosso Espírito: a água que "hidrata" o Espírito é o rio de águas vivas que flui naquele que crê (João 7:38), e o alimento é o Pão da vida (João 6:35).
Nossa comunhão com Deus deve ser nossa prioridade. Se para manter nossas amizades precisamos visitar nossos amigos e manter contato com frequência, logo, para com Deus as coisas não são diferentes. Precisamos ir à igreja (Sua casa), louvá-lo, ler a Bíblia, orar constantemente. Há algo maravilhoso no nosso relacionamento com o Senhor, algo que realmente admiro: quanto mais buscamos estar em comunhão com Ele, quanto mais nos alimentamos de Sua Palavra e nos envolvemos com as coisas celestiais, ao mesmo tempo que o Espírito em nós é saciado, ele também é movido a ter mais fome e sede de Deus! É algo incrível: nossa intimidade com Deus é algo que nos alimenta de um modo que nenhuma outra coisa é capaz de nos suprir, e ao mesmo tempo nos faz ansiar mais e mais por Ele em nossas vidas.
Deus não é aquele que está nos céus para nos ouvir somente "lá de vez em quando" ou em momentos difíceis. Deus é Alguém para todos os momentos. Devemos ter o Senhor como nosso amigo íntimo, confidente. Precisamos conquistar um relacionamento tão sólido com Ele, a ponto de sermos mais do que

conhecidos dEle!

Deixo mais uma vez aqui uma frase da autora Stormie Omartian que postei aqui recentemente: "Quando você entende que orar é construir um relacionamento com Deus e faz uma parceria com Ele, para ver a vontade dEle se cumprir em sua vida e em suas circunstâncias, e na vida e nas circunstâncias de outros, descobre-se desejando orar com a maior frequência possível."