23 de dez de 2013

Natal, o nascimento de Cristo!


A paz, amados!

Estarei viajando amanhã cedo, e portanto, antecipo minha postagem de Natal para a sua edificação. 
-
"No sexto mês Deus enviou o anjo Gabriel a Nazaré, cidade da Galiléia, a uma virgem prometida em casamento a certo homem chamado José, descendente de Davi. O nome da virgem era Maria. O anjo, aproximando-se dela, disse: "Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você! " Maria ficou perturbada com essas palavras, pensando no que poderia significar esta saudação. Mas o anjo lhe disse: "Não tenha medo, Maria; você foi agraciada por Deus! Você ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi, e ele reinará para sempre sobre o povo de Jacó; seu Reino jamais terá fim". [Lucas 1:26-33].

Acima dos simbolismos, trocas de presentes, luzes adornando a cidade, acima da ceia e da celebração em família, nosso coração precisa ser elevado à algo muito mais excelente. Que neste natal, e em todos os demais dias do ano, nossos corações transbordem de ações de graças Àquele que não apenas nasceu, — mas também viveu, sofreu, morreu, e ressuscitou, para que eu e você experimentássemos a vida eterna ao Seu lado!

Para representar tamanho amor e sacrifício, não posso escrever outro verso se não o mais conhecido, e porque não o mais belo verso de amor da Palavra de Deus:

"Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” [João 3:16]

Obrigada por Teu amor perfeito, sacrifício de sangue, entrega total, e vitória na cruz, Jesus, para que hoje fôssemos perdoados, reconciliados, e salvos para herdar a eternidade junto de Ti!

Não sabemos ao certo, o dia em que nosso amado Jesus nasceu nesta terra como homem, — embora Ele estivesse com Deus no princípio, e era Deus [João 1:1], — mas comemoramos hoje, no Natal, e por isso não lhes digo apenas “Feliz Natal”, mas dizemos principalmente, “Feliz Aniversário, amado Jesus!”

17 de dez de 2013

A poda de Deus


Postagem também no IG [@filhadosoberano]. 

"Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e tudo o que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda." [João 15:1-2].

Enquanto ouvia esta parábola em minha Bíblia falada há poucos dias atrás, imediatamente associei-a à nossa condição espiritual, e ao inevitável tratar de Deus em nossas vidas, a fim de que frutifiquemos para o Seu Reino. 

"A poda de frutificação é realizada quando as plantas estão em repouso, serve para eliminar ramos antigos, que deram frutos no ano anterior, permitindo que os ramos novos carreguem a safra com mais força e vigor." [Fonte: JTPlantas].

Talvez seja tempo de você experimentar a "poda" de Deus. Esse processo pode não ser fácil de ser experimentado, mas te tornará frutífero, e como diz no conceito de poda: "com mais força e vigor", - neste caso, - espirituais! 

Toda mudança gera desconforto. E assim como o ramo acostuma-se a estar ligado à videira e a ser parte dela, assim, alguns de seus hábitos e comportamentos também poderão sofrer mudanças. É imprescindível que a videira seja podada. Se ela não o for, seus frutos serão pequenos, menos saborosos, e estarão amadurecidos de modo irregular. Mas o corte de alguns ramos, permitirão que novos e fortes ramos cresçam, e os frutos não se comprometam. 

Chegamos em um momento de nossas vidas, em que o céu parece de bronze, as orações parecem não fluir, a leitura da Palavra torna-se um peso, ir à igreja torna-se mero ritual. Nossos sonhos se esvaem, estamos fracos, de mãos cansadas e de joelhos vacilantes. E então é o momento de nos entregarmos ao nosso Agricultor que precisará nos moldar como poda-se ramos, e esse tratar poderá ser doloroso, nos fará enxergar falhas em nosso caráter que estavam ocultas, e até que o velho ramo morra e o novo ramo cresça, pode demorar algum tempo. 

A vida do cristão é marcada de vida e de morte. Morte para o pecado, para a carne, para o mundo, para a própria vontade, morte "dos velhos ramos". Mas a vida em abundância só pode ser experimentada por aquele que frutifica amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio." [Gálatas 5:22-23]. 

Agradeça a Deus se este texto falou com você, e aguarde com paciência no Senhor, se Ele tem tratado Sua vida. 

"Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados." [Hebreus 12:11]. Deus os abençoe!