1 de set de 2014

Dica de livro: "Atrevi-me a chamar-lhe Pai"


Queridos (as), gostaria de indicar alguns livros que muito tem me abençoado, à começar de uma leitura recente, chamada “Atrevi-me a chamar-lhe Pai”, de Bilquis Sheikh, escrita por Richard Schneider.

Sinopse: Esta é a história verídica de Bilquis Sheikh, senhora muçulmana que repentina e dramaticamente sofre uma transformação completa ao encontrar-se com Deus por intermédio da leitura da Bíblia. Enfrenta, então, ameaças de morte, perda da família, da posição social e é forçada a deixar sua terra natal. Tudo isso por procurar ser fiel ao seu Salvador! Pelos olhos da sra. Sheikh, podemos ver o confronto entre cristianismo e islamismo e o tremendo abismo entre as duas culturas. E, num nível ainda mais pessoal, descobrimos que o Espírito Santo muda o coração dos homens — até em circunstâncias menos prováveis.

Opinião pessoal: Esta história verídica nos remete à um Deus que emana amor e derrama salvação, transcendendo todo entendimento, como neste caso, alcançando gratuita e amorosamente uma orgulhosa mulher da nobreza muçulmana que até então não cria em Jesus como o Filho de Deus. Experiências singulares com o Senhor, transformações profundas, uma nova visão de Deus como Pai, coragem e entrega profunda ao Senhor Jesus, fazem parte desta história gloriosa. 

“Estou confusa, Pai... — disse eu. — Tenho de acertar uma coisa imediatamente. — Levei a mão à mesa de cabeceira onde tinha a Bíblia e o Alcorão lado a lado. Apanhei ambos os livros e levantei-os, um em cada mão. — Qual, Pai? — disse eu. — Qual destes é o teu livro? Então uma coisa admirável aconteceu. Nada igual jamais havia acontecido em minha vida. Ouvi uma voz dentro de mim, uma voz que me falava tão claramente como se eu repetisse as palavras mentalmente. Palavras afáveis e ao mesmo tempo cheias de autoridade. — Em qual dos livros você me conhece como Pai? Respondi: — Na Bíblia." (Pág. 58).