30 de mar de 2015

Sementes da Primavera - YV


Amadas irmãs, descobri um plano de leitura bíblico muito edificante do aplicativo ‪#‎YouVersion‬ chamado "Sementes da Primavera - A Jornada de 40 dias de uma Mulher."

Gostaria de indicá-lo à vocês, e se sentirem no coração, as convido para estarmos juntas nestes 40 dias orando respaldadas nas leituras bíblicas que faremos através deste plano.

A Bíblia freqüentemente usa estações do ano para mostrar como Deus trabalha em nossas vidas. Este devocional de 40 dias para mulheres usa um jardim como metáfora para o crescimento em Cristo. Cada dia você receberá uma "Semente da Verdade" (Escritura) e instruções sobre como "Plantar a Semente" (manter no coração) e "Regar a Semente" (aplicar). Anime-se! O Senhor fará crescer um lindo jardim com o caráter dEle em seus corações, transbordando-os com a plenitude do Senhor.

Iniciei hoje este ‪#‎planodeleitura‬ e postarei o 1º dia abaixo com o objetivo de explicar sobre como serão estes 40 dias, e de motivá-las a fazê-lo. Será um tempo muito especial, de comunhão e intimidade com o Pai!

Para acessar o plano: 
- Tenha instalado o aplicativo "You Version" (Holy Bible) em seu celular, tablet, computador ou através do link www.bible.com
- Depois de ter criado ou logado sua conta acesse a aba "Planos" - em seguida "Procurar Planos" - e depois "Devocional"
- Dentro da aba "Devocional" busque o plano de leitura "Sementes da Palavra", conforme a imagem acima. - Clique em "Iniciar Plano"

(Se por alguma razão alguém não conseguir acessar o plano, deixe seu nº de celular nos comentários e eu adicionei em uma lista de transmissão com as devocionais diárias).

Segue abaixo o 1º dia:

INTRODUÇÃO: Plantando o Nosso Jardim Para uma Colheita Frutífera Como a nossa jornada parecerá: Dias 1-2: Introdução Dias 3-6: Preparando o Solo Usando o Evangelho de Lucas, teremos quatro dias para preparar o solo dos nossos corações para receber a verdade. Dias 7-40: Plantando e Cuidando do Seu Jardim 1. Cada dia começará com uma passagem de Efésios, um SEMENTE DA VERDADE. 2. Em PLANTE A SEMENTE será dado a você uma "semente" daquela passagem, uma escritura, para plantar em seu coração naquele dia. Intencionalmente direcione seus pensamentos para aquele versículo e ajuste o seu pensamento e coração para visualizar o seu dia e as pessoas em sua vida através do olhar daquele versículo. 3. Submeta-se aquela verdade e plante aquela semente no fundo do seu coração. 4. Em REGUE A SEMENTE, complete o exercício ou atividade sugerida para ajudá-lo a "plantar a semente" e mostre essa verdade completamente em sua vida. "Não se enganem; não sejam apenas ouvintes dessa mensagem, mas a ponham em prática." (Tiago 1:22). 6. Em PRODUZIR FRUTO, uma verdade para o dia será destacada. Esse é o fruto que deverá surgir da verdade plantada e regada em seu coração. 7. Finalmente use as verdades em Efésios para guiá-lo em suas orações. "Quando estamos na presença de Deus, temos coragem por causa do seguinte: se pedimos alguma coisa de acordo com a sua vontade, temos a certeza de que ele nos ouve." (1 João 5:14). Ler Efésios 3:14-19. Como começar ... separe alguns momentos para preparar o seu coração antes de iniciar este estudo, assim como você prepara um jardim antes de plantar na primavera. Peça a Deus para abrir seu coração para receber as sementes da verdade que Ele deseja plantar em seu coração durante os próximos 40 dias. Ele pode fazer essas sementes crescerem em brotos saudáveis, plantas maduras, e depois uma colheita abundante. Não tenha medo de pedir a Ele por Sua ajuda para ouvir a Sua voz e dar-lhe a graça que você precisa para seguir os passos que Ele pede para você dar. O Senhor vai produzir um belo jardim de Seu caráter em seu coração! Prepare-se - a primavera está aqui! Que seu coração se encha até transbordar com a plenitude do Senhor! Orando por você, Laurie Salvo indicação ao contrário, as citações bíblicas são da Nova Tradução na Linguagem de Hoje, (NTLH), 2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.

25 de mar de 2015

Não seja escravo do pecado!


Escrevo-lhes este texto, visto que, infelizmente, várias pessoas estão cativas ao vício pornográfico, e a outros tipos de imoralidade. Há um tempo atrás, lendo blogs e sites cristãos, fiquei impressionada com a infeliz estatística a respeito de homens e mulheres cristãos e não cristãos, pastores e obreiros de igrejas, e lamentavelmente até mesmo crianças, com este vício esmagador e destrutivo.

"Amados, peço-vos, como peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais que combatem contra a alma" (1Pedro 2:11).

Antes de tudo, é importante entender o significado do termo concupiscência. Podemos entendê-lo como "desejo imoderado de satisfazer a sensualidade", "apetite sensual" (Dicionário Priberam); ou ainda, a algum desejo carnal, (não necessariamente sensual) que desagrade a Deus.

Quero iniciar este texto, escrevendo sobre as obras de carne e sua separação com a santidade de Deus.

No verso destacado, Pedro escreve a respeito de sermos peregrinos deste mundo. Logo, as obras da carne, tão comumente praticadas neste mundo, não podem fazer parte de nossa vida cristã regenerada. Quando nos convertemos a Cristo (em seu real sentido), passamos a ser considerados cidadãos dos céus, onde moraremos eternamente com Deus (Filipenses 3:20).

“Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.” (Romanos 8:6).

Creio que inclinar-se a morte espiritual e a inimizade contra Deus é algo potencialmente sério. Não para menos, aqueles que praticam tais coisas, não herdarão o Reino de Deus (Gálatas 5: 19-21).

Deus nos oferece a eternidade ao Seu lado, imune de qualquer sofrimento ou maldade desse mundo, mas para isso é necessário entrar pela porta e pelo caminho estreito. Enquanto estivermos nesta terra, deveremos sempre dominar nossos desejos e buscar continuamente a santificação em relação ao que sentimos, proferimos, pensamos, agimos e olhamos!

Irmãos, um assunto que precisa ser trazido à tona devido a triste realidade do grande número de cristãos que estão presos neste pecado, é a pornografia! (Lembre-se, o pecado é identificado para ser completamente extirpado).

Podemos encaixar a pornografia – seja ela na internet, TV, revistas ou qualquer outro meio, – como obra da carne – a natureza pecaminosa que nos afasta de Deus, e é um caminho certo para a autodestruição!

Conforme o estudo As obras da carne e o fruto do Espírito, da Bíblia de Estudos Pentecostal, percebemos ao menos três obras pecaminosas diversas dentro da pornografia. Confira as notas do autor Donald C. Stamps:

*Prostituição: (gr. pornéia), imoralidade sexual de todas as formas. Isto inclui, também, gostar de quadros, filmes ou publicações pornográficos (conforme Mt 5:32; 19:9; At 15:20,29 21:25; 1Co 5:1).

*Impureza: (gr. akatharsia), pecados sexuais, atos pecaminosos e vícios, inclusive maus pensamentos e desejos do coração (Ef 5:3; Cl 3:5).

*Lascívia: (gr. aselgeia), sensualidade. É a pessoa seguir suas próprias paixões e maus desejos a ponto de perder a vergonha e a decência (2Co 12:21).

Deus nos chamou à um estilo de vida santo, separado, puro. Mas a medida em que cedemos aos instintos da carne, às tentações de Satanás e nos amoldamos ao mundo, estamos pecando contra os princípios da Palavra de Deus a respeito da santidade, e nos afastando cada vez mais de Sua presença, e consequentemente, de viver a vida eterna com Ele.

Creio que, a firme decisão de confessar, e efetivamente abandonar os pecados, alcança o perdão e a purificação de Deus; conforme a Bíblia declara em 1 João 1:9-10. Portanto, definitivamente, precisamos escolher caminhar através do Espírito de Deus, e gerarmos Seus frutos que produzem vida!

Aos pais é importantíssimo que monitorem o material de acesso de seus filhos, como TV, internet, e outros. É interessante bloquear sites impróprios para menores, e manter uma boa comunicação com eles; sempre alertando e aconselhando devidamente quanto ao assunto.

E você que possui este hábito, ou conhece alguém que o faz, escolha entregar isto nas mãos do Senhor em oração, e dominar seus desejos carnais através de disciplinas espirituais: Frequente (ou aconselhe a frequentar) uma igreja onde seja ministrado em Espírito e em Verdade, discipline-se a ler a Bíblia todos os dias, separe períodos do dia para orar e colocar diante de Deus esta situação, e se possível, procure ter comunhão com pessoas de extrema confiança para orar com você e compartilhar quanto as coisas de Deus.

Ainda há tempo. Jesus perdoa aquele que se arrepende de coração e decide mudar de rumo. Escolha Deus!

E para finalizar, não somente um convite, mas também uma ordenança do próprio SENHOR a todos nós: "Sedes santos, porque eu sou santo" (1Pe 1:16).

Deus os abençoe!
Priscila Grah

20 de mar de 2015

"Põe em ordem a tua casa..."


“Naqueles dias Ezequias adoeceu de uma enfermidade mortal; e veio a ele o profeta Isaías, filho de Amós, e lhe disse: Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás. Então virou Ezequias o seu rosto para a parede, e orou ao Senhor.” (Isaías 38:1-2).

O Senhor tem me feito meditar nessa passagem nos últimos dias. Ele tem me feito atentar especialmente para a frase: “Põe em ordem a tua casa.” Sei que no contexto em questão Ezequias estava doente e Isaías lhe deu esta ordem em nome do Senhor porque Ezequias morreria, mas o que está no meu coração para compartilhar com vocês é que devemos colocar a nossa vida em ordem, independente dos anos de vida que teremos pela frente.

É tempo de colocarmos em ordem todas as áreas de nossas vidas sob o cuidado e a intervenção de Deus. Precisamos sondar nossas motivações e nos arrependermos pelos nossos pecados, pedirmos a Deus por libertação de nossas marcas e feridas que tem influenciado negativamente nossas vidas e daqueles que nos cercam, permitirmos que Deus ajuste nosso ministério, trabalho, relacionamentos, saúde e literalmente nossa “casa” – família.

Se somos filhos de Deus não há sentido em colocarmos nossa vida em ordem somente em nossa velhice, ou quando nossos dias nesta terra estiverem se findando. Jesus nos deu vida plena e abundante, o que consiste em confiarmos TODAS as áreas de nossas vidas a Deus, e permitirmos que Ele trabalhe nelas, renovando nossas mentes e alinhando nossa vontade com a dEle!

Vou exemplificar de modo mais prático: Se existe algum pecado em nossas vidas que devemos confessar e abandonar, então é isso que devemos fazer sem esperar. Se temos algum desajuste em nossos relacionamentos, então sem protelar devemos nos reconciliar, ou fazer aquilo que nos cabe a esse respeito. Se não temos cuidado de nossa saúde negligenciando o templo do Espírito Santo que é o nosso corpo, então devemos zelar por ele e cuidar dele agora! O tempo é já, é agora, é nesse exato momento! Por que deveríamos permitir que o inimigo tivesse direito legal ou acesso à alguma área de nossas vidas se somente Deus deve ser o Senhor delas?

Não protele mais, amado (a)! O tempo é chegado! Eu não sei o que você tem adiado, o que sabe que precisa fazer mas não o faz, mas você sabe, e se não sabe peça ao Senhor. Permita que Ele esquadrinhe o seu coração e coloque em perfeita ordem tudo o que precisa ser ajustado, restaurado, curado, transformado. Amém?!

Colocar a casa em ordem não se trata de meramente morrer, como nessa passagem de Isaías. Colocar a casa, e sobretudo a VIDA em ordem, trata-se de viver toda a plenitude que Deus tem para mim e você!

Deus te abençoe e guarde!
Priscila Grah

17 de mar de 2015

Deus age no limite!


“Tu falarás tudo o que eu te ordenar; e Arão, teu irmão, falará a Faraó, para que deixe ir da sua terra os filhos de Israel. Eu, porém, endurecerei o coração de Faraó e multiplicarei na terra do Egito os meus sinais e as minhas maravilhas. Faraó não vos ouvirá; e eu porei a mão sobre o Egito e farei sair as minhas hostes, o meu povo, os filhos de Israel, da terra do Egito, com grandes manifestações de julgamento.” (Êxodo 7:2-4 ARA).

Sempre que medito nesta passagem de Êxodo, algo fica muito claro em meu coração: Deus permitiu que o coração de Faraó estivesse endurecido e com isso não liberasse o povo de Israel do Egito, para que a obra de libertação deste povo fosse mais grandiosa, e o nome do Senhor fosse glorificado através dos sinais e maravilhas que o Senhor operou naqueles dias.

Existem situações tão esmagadoras e difíceis que parecem não ter o que piorar. Uma dessas situações foi a do povo de Israel, escravizado por quatrocentos anos no Egito, debaixo de grande sofrimento, e não obstante, após Moisés e Arão falarem com Faraó, este submeteu o povo a uma condição ainda pior: que executassem o mesmo tanto de trabalho de antes, porém agora sob circunstâncias ainda mais opressivas e desgastantes!

“Portanto deu ordem Faraó, naquele mesmo dia, aos exatores do povo, e aos seus oficiais, dizendo: Daqui em diante não torneis a dar palha ao povo, para fazer tijolos, como fizestes antes: vão eles mesmos, e colham palha para si. E lhes imporeis a conta dos tijolos que fizeram antes; nada diminuireis dela, porque eles estão ociosos; por isso clamam, dizendo: Vamos, sacrifiquemos ao nosso Deus. Agrave-se o serviço sobre estes homens, para que se ocupem nele e não confiem em palavras mentirosas.” (Êxodo 5:6-9).

Eu creio que as vezes Deus permite que situações cheguem ao limite para que finalmente Ele intervenha sobre elas. Deus jamais tira os olhos de nós e de nossas circunstâncias, mas o fato é que Ele sabe o momento perfeito de operar com poder e maravilhas para que o Seu nome seja glorificado.

“Porque diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei; para em ti mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra.” (Romanos 9:17).

Eu já vi de perto situações urgentes e desesperadoras chegarem no limite. E vi também que Deus se levantou e agiu neste exato momento. Quando caíram pragas que pareciam não terminar e quando o exército de Faraó encontrava-se atrás e o mar logo à frente. Quando parece o fim da linha, Deus nos diz: “Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do SENHOR que, hoje, vos fará.” (Êxodo 14:13).

Deus os abençoe!
Priscila Grah

13 de mar de 2015

Cuidado com o ativismo!


Meditando esta semana na Palavra de Deus, atentei-me para o fato de que Moisés, um homem de Deus, ungido e capacitado para o seu chamado, precisou delegar responsabilidades e dividir atividades com outros israelitas (conforme Êxodo 18:18-20).

Além de ser o porta voz do Senhor, de liderar o povo de Israel pelo deserto com destino a Canaã, de ser instruído com todas as normas, leis e funcionamento do Templo, Moisés ainda se assentava de manhã até o cair da tarde para julgar as questões do povo. Agora considere que muitas vezes este mesmo povo rebelou-se contra Deus, murmuraram contra Moisés, e inúmeras vezes reclamaram dos mais diversos motivos diante de Moisés que os conduzia!

Posso imaginar o desgaste de Moisés! Creio que o maior objetivo de Moisés encontrar seu sogro naqueles dias tumultuados, foi justamente para que ele de modo sábio o aconselhasse a delegar tarefas!

A verdade é que nosso corpo, nossas emoções e mente possuem limites, e quando esses limites são ultrapassados existe um reflexo em forma de enfermidades, maus sintomas, depressão, ansiedade e outras mazelas.

Outro ponto, é que meditando na Palavra de Deus vemos o quanto o Senhor é meticuloso, detalhista, o quanto Ele ordenou e conduziu Suas normas para a construção do Templo de modo excelente, e para isso Ele selecionou diversas pessoas, desde artesãos, bordadores, construtores, até sacerdotes, levitas, guardas e muitos outros. Ou seja, através dessa delegação de atividades, Ele quis nos ensinar que cada um de nós possui dons e também limites. Cada um foi encarregado de uma atividade especifica no qual não se sobrecarregasse, e também para que o fizesse de modo excelente.

Tenha uma certeza, querido (a): onde existe excesso de atividades, onde assume-se muitas tarefas sem o consentimento de Deus em cada uma delas, onde o ativismo reina, certamente existem áreas que estão sendo negligenciadas! Há quem diga que quem faz tudo não faz nada com excelência, e eu concordo com isso. Cada um de nós, homens e mulheres, temos nossas responsabilidades e não podemos nos ausentar delas, mas isso é diferente de assumirmos coisas que venham nos sobrecarregar e por fim nos adoecer!

Medite a respeito, abra o seu coração para o Senhor, e permita que Ele lhe sonde, revelando se de algum modo você tem se sobrecarregado. Lembre-se: acima do que você faz pra Deus, está quem você é pra Ele, e o quão íntimo é o seu relacionamento com Ele, amém?!

Que o Senhor os abençoe e os guarde!
Priscila Grah

10 de mar de 2015

Não viva do passado!


Amados, minhas últimas postagens tratam de um tema que Deus tem trazido ao meu coração repetidamente, portanto creio que Ele anseia tratar com vidas que meditam nestes textos. Tenho escrito sobre pessoas que lutam por aceitação e afirmação impulsionadas por marcas do passado e da infância, sobre o vazio e a busca por atenção e elogios, por parte daqueles que foram feridos e não foram valorizados ou estimados em algum momento de suas vidas.

Mas hoje o Senhor colocou esta passagem bíblica em meu coração: “Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço uma coisa nova, que está saindo à luz; porventura, não o percebeis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo.” (Isaías 43:19).

A verdade é que não podemos viver do passado. Não podemos permitir que o passado determine nosso atual comportamento, marque nosso destino, sele nossas escolhas. Se somos verdadeiramente nascidos de novo, perdoados por Deus através de Cristo Jesus, se o Espírito Santo de Deus habita em nós, somos, portanto, nova criação! As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!” (2 Coríntios 5:17).

É incoerente termos vida nova em Cristo e continuarmos marcados por nosso passado. É inconcebível, não combina, irmãos!

Sei que o perdão é um processo, assim como a libertação de feridas emocionais profundas, mas é necessário, importante e urgente que façamos a escolha de perdoarmos e nos libertarmos daquilo que nos prende, escraviza e nos impede de vivermos em plenitude!

Não podemos fazer do passado um ídolo. Não podemos permitir que nossa história e nossas feridas justifiquem nosso comportamento errado, nosso anseio por aceitação, aprovação, aplausos. Precisamos DECIDIR identificar as coisas que nos feriram, perdoar e fazer-se livre do lixo emocional, para que finalmente vivamos uma vida plena e abundante!

Muitos estão em Cristo, mas não experimentam de Suas promessas. Muitos estão em Cristo mas não usufruem de uma vida livre, de paz, leve e plena que Ele nos oferece! Jesus disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11:28-30). Ou seja, se o jugo do passado, se os fardos que a vida colocou sobre você são pesados, definitivamente você precisa ser livre em Jesus! Pois o que Ele tem para a sua vida é leve e suave!

Não considerem as coisas antigas, irmãos! Permita que Deus faça esse algo novo e especial que Sua Palavra declara! Permita que saia à luz um novo caminho para os seus pés e a transformação necessária para as suas emoções e atitudes! E para isso você precisa decidir mudar! Lançar sobre Deus os fardos pesados do passado e escolher não viver por meio deles! Não permitindo que eles permeiem sua vida e determinem a sua história!

Seja livre. Isso depende somente de você! Jesus é um cavalheiro, Ele bate à porta, não entra sem ser convidado. Permita que Ele entre em seu coração e traga luz às suas trevas, limpe o que está sujo, cure o que está ferido.

Não justifique atitudes e escolhas erradas por conta do seu passado. Você é NOVA CRIAÇÃO, o seu velho homem está crucificado com Cristo, portanto, seja livre, mude!

E não tente mudar por suas próprias forças, amado (a), pois sem Cristo nada podemos fazer! (João 15:5) Ore ao Senhor sinceramente, e permita que Ele mesmo faça esta libertadora obra em você!

Deus te abençoe!
Priscila Grah

6 de mar de 2015

Sede santos!


Se alguém fizer tropeçar um destes pequeninos que crêem em mim, seria melhor que fosse lançado no mar com uma grande pedra amarrada no pescoço. Se a sua mão o fizer tropeçar, corte-a. É melhor entrar na vida mutilado do que, tendo as duas mãos, ir para o inferno, onde o fogo nunca se apaga, onde o seu verme não morre, e o fogo não se apaga. E se o seu pé o fizer tropeçar, corte-o. É melhor entrar na vida aleijado do que, tendo os dois pés, ser lançado no inferno onde o seu verme não morre, e o fogo não se apaga. E se o seu olho o fizer tropeçar, arranque-o. É melhor entrar no Reino de Deus com um só olho do que, tendo os dois olhos, ser lançado no inferno, onde ‘o seu verme não morre, e o fogo não se apaga’. (Marcos 9:42-48).

Irmãos, Deus colocou este texto bíblico em meu coração para compartilhá-lo aqui, e é com temor a Ele que escrevo essas palavras. Creio que quando Jesus disse as palavras mencionadas acima, Seu objetivo, sobretudo, era dizer que o mal deve ser cortado pela raiz!

Vejamos o adultério, por exemplo. Tudo começa com um olhar, um pensamento, no outro dia um pouco mais de abertura, um sorriso, uma conversa, no outro você se abre mais para esta pessoa do que para o seu cônjuge, e de repente morde-se a isca e o adultério é consumado!

É simplesmente chocante e devastadora a estatística de adultérios e divórcios dentro do meio evangélico! Onde está o temor a Deus? Onde está a obediência à Palavra? Se Jesus disse que somente o fato de olhar com intenção impura para alguém já consiste em adultério, por que as brechas não são fechadas? Por que não existe arrependimento já no primeiro pensamento? Por que o mal não é decepado pela raiz?

Sabe, irmãos, eu recebo muitos comentários aqui dizendo que alguns textos meus são “fortes.” Outros, simplesmente deixam de me seguir. Fortes ou não, queridos, escrevo embasada na Palavra de Deus no qual devemos ouvir e obedecer!

Ninguém deve efetivamente cortar a sua mão, o seu pé, ou arrancar o seu olho, logicamente! Mas se o problema é a televisão, a internet, o whats app, a TV à cabo, o celular, a pornografia, então é isso que deve ser arrancado, cortado, decepado!

A verdade é que o pecado nos separou de Deus e Jesus morreu e ressuscitou para nos reconciliar com o Pai. Mas o caminho para a Vida Eterna é estreito, amados! Não posso ser filho de Deus, nascido de novo por meio de Jesus Cristo, e ao mesmo tempo oferecer o meu corpo como escravo do pecado!

Se este texto falou ao seu coração, por favor, repense seus caminhos, arrependa-se, mude de rumo! Jesus está voltando e nossa vida não passa de um sopro nas mãos de Deus!

Deus os abençoe!
Priscila Grah

5 de mar de 2015

Queira o reconhecimento de Deus, não de homens.


Acho a história do profeta Samuel uma das mais lindas de toda a Bíblia! Samuel havia sido consagrado para servir ao Senhor desde o ventre de sua mãe, e sua bela história foi marcada por obediência, santidade, e por sua missão como sacerdote, profeta e juiz do povo de Israel. E o que me chama muito a atenção é o fato de Samuel ser reconhecido perante todo o povo como profeta do Senhor (1 Samuel 3:20), e o fato de ele crescer em estatura e favor diante de Deus e dos homens (1 Samuel 2:26).

“Todo o Israel, de Dã até Berseba, reconhecia que Samuel estava confirmado como profeta do Senhor.” (1 Samuel 3:20).

Isso significa que não precisamos provar nada para ninguém. Se fomos realmente chamados para a obra do Senhor, o reconhecimento de Deus e dos homens é automático. Muitas pessoas usam de títulos e atribuições para se referirem à elas mesmas, outros buscam a aceitação e aprovação do homem acerca de seus dons, do seu chamado, e vangloriam-se recomendando a si mesmas. Por outro lado temos Samuel. Um homem humilde, sábio, alguém que falava inspirado pelo Senhor. Não lemos sobre Samuel buscando reconhecimento ou aprovação, pelo contrário. Ele foi confirmado pelo próprio povo como profeta de Deus, e o Senhor lhe usava e reconhecia como um instrumento dEle.

Eu compreendo e me compadeço dos motivos de muitas pessoas lutarem por aceitação do próximo. Conforme escrevi no texto anterior, muitas vezes a raiz deste mal está em uma infância sem afeto e afirmação. Mas tratando-se da obra de Deus isso não pode acontecer, irmãos! Se fomos escolhidos para a salvação e chamados para algum propósito é por causa da pura misericórdia de Deus!

Em nós não existe nenhuma glória ou mérito próprios; somos chamados e usados por Deus com os dons recebidos por Ele, para a obra dEle, e para a glória exclusiva dEle! Todos nós somos pecadores que precisam do perdão de Deus e portanto vasos de barro onde Ele pela graça derrama Sua unção para cumprir o Ide nesta terra!

Está escrito: “Contudo, "quem se gloriar, glorie-se no Senhor", pois não é aprovado quem a si mesmo se recomenda, mas aquele a quem o Senhor recomenda.” (2 Coríntios 10:17-18).

“Que outros façam elogios a você, não a sua própria boca; outras pessoas, não os seus próprios lábios.” (Provérbios 27:2).

Portanto, irmãos, não busquemos reconhecimento, afirmação, elogios ou aceitação quanto ao nosso chamado, ministério, e mesmo em outras áreas de nossas vidas! Cristo é quem nos escolhe, abençoa, usa e recomenda. A glória acerca do que fazermos é toda dEle. Nós somos apenas os instrumentos no qual essa glória se manifesta. Amém?!

Deus te abençoe!
Priscila Grah

2 de mar de 2015

Em Deus há verdadeira cura!


“Pessoas feridas ferem outras pessoas.” Esta frase estava ecoando em meu coração por alguns dias, e Deus testificou essa verdade em um seminário chamado ‪#‎VeredasAntigas‬ que participei neste final de semana. Recomendo muito à você este seminário, e minha oração é que Deus prepare que um dia você participe!

Na vida adulta, junto de outras coisas, somos o resultado de nossas vivências familiares e de nosso relacionamento com nossos pais. É evidente, por exemplo, que filhos que foram negligenciados, abusados e abandonados, tendem a um comportamento agressivo e confrontador, buscam ser independentes, cuidando sozinhos de si mesmos e não permitindo que Deus cuide deles. Por outro lado, filhos que tiveram sua identidade prejudicada pela falta de valor, por palavras ofensivas e de maldição, e que não tiveram a afirmação dos pais, tendem a buscar em coisas e pessoas preencher este vazio e geralmente promovem a si mesmas com elogios, para que outras pessoas possam admirá-los e aprová-los.

Estou escrevendo isto, primeiramente porque Deus colocou em meu coração, e segundo porque Deus me tocou a ter um olhar mais compassivo e amoroso com as pessoas, principalmente diante de pessoas que apresentam os comportamentos acima mencionados.

Em nossas vidas vamos nos deparar com pessoas que buscam incansavelmente atenção e aceitação, e muitas vezes essa busca se dará em coisas e pessoas erradas, pelo motivo de que somente Deus pode preencher este vazio e agregar esse valor que nunca deixou de existir mas que foi desconsiderado. Por outro lado, veremos pessoas muito independentes, fechadas e até mesmo agressivas, que não permitem serem cuidadas por Deus e pelo próximo, pois este é o senso de preservação que adotaram como forma de reagir ao sofrimento que há dentro delas.

O principal objetivo deste texto é convidar você a junto de mim ter um olhar mais compreensivo e amoroso com estas pessoas, é identificar se existe alguém assim a nossa volta, e pedirmos a Deus em oração que sejam tocadas, curadas e libertas, reconhecendo em Deus o seu alto valor.

Se você mesmo está em alguma dessas situações, experimente perguntar a Deus quem você é e qual o seu valor, e permita-se ser curado (a) pela verdade e pelo amor do Senhor! À você sugiro grandemente que faça este seminário, querido (a), pois tenho convicção que será um tempo precioso de restauração e renovo em sua vida! E lembre-se, está escrito: “Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá.” (Salmos 27:10). Portanto, se esta for a sua situação, perdoe aqueles que te feriram, e deixe-se ser cuidado pelo Deus que jamais nos abandonará!

“Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês.” (Mateus 7:1-2).

Não julguemos o próximo, amados! Pouco tempo nos resta neste mundo terreno, e não faz nenhum sentido desperdiçarmos nossos dias sem demonstrarmos amor e oferecermos nossa compreensão, respeito e carinho por aqueles que são incompreendidos!

Eu creio que o amor cura, liberta, transforma, salva, restaura, perdoa multidões de pecados e age no impossível, no desenganado, no improvável desta vida. Por isso, não julgue, somente ‪#‎ame‬!

Deus te abençoe!
Priscila Grah