23 de jun de 2015

A presença de Deus te capacita!


Nesta manhã o Senhor falou profundamente comigo através da história de Gideão (confira em Juízes 6). Diante da situação desesperadora de Israel sob o domínio dos midianitas, eles viviam em esconderijos nas montanhas, cavernas e fortalezas, e estavam vivendo um tempo de fome, pois tudo o que plantavam e criavam era destruído por povos inimigos.

Deus levantou-se com libertação sobre Israel quando estes clamaram por socorro, mas eis que Deus usou o menos provável como Seu instrumento nesta obra: Gideão. O do clã menos importante de Manassés. O menor da sua família. Um simples e amedrontado homem, que estava malhando o trigo num tanque de prensar uvas.

Isso significa que Deus costuma usar o menos provável e o que é loucura para confundir a sabedoria humana, porque Ele não considera a aparência, a eloquência, o nível social. Deus vê tão somente o coração e Se apraz em usar das coisas mais desprezíveis e das que não são, para confundir as que são. (1Coríntios 1:27-28).

A verdade é que não importa o quão pequenos e fracos nos sentimos, pois a presença de Deus, afinal, é tudo o que precisamos! Gideão se via como alguém insignificante, limitado em sua humanidade falha, mas Deus lhe afirmou: “Eu estarei com você” (Juízes 6:16), e isto foi a única verdade que importou para que Gideão se encorajasse e libertasse seu povo.

Quando Jesus foi tentado por Satanás no deserto, o inimigo questionou quem Jesus era tentando lançar dúvidas no Seu coração: “Se você é o Filho de Deus, mande a esta pedra que se transforme em pão.” (Lucas 4:3). “Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui para baixo.” (Lucas 4:9). Mas Jesus sabia muito bem quem Ele era em Deus, e que era (é) Deus. Jesus estava revestido de verdade e escudado pela fé inabalável. É a própria Palavra de Deus que nos afirma, é Jesus Cristo, o Verbo encarnado que nos afirma em Sua Palavra quem somos nEle, e qual nossa verdadeira identidade.

Somos filhos amados, perdoados, sacerdócio real, comissionados para levar as Boas Novas, justificados através da obra redentora de Cristo Jesus, salvos, amigos de Deus, aceitos, libertos. Todo pensamento e sentimento diferentes dessa verdade devem ser combatidos e rejeitados.

Seja livre! É Jesus que te afirma, encoraja, capacita e está do seu lado para que você seja eficaz em toda boa obra!
Descanse nEle. Receba Seu amor no coração e confie!

Deus te abençoe!
Priscila Grah

12 de jun de 2015

JESUS -> Nome sobre todo nome!


“Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:9-11).

Hoje, enquanto orava por situações em que anseio ver o agir de Deus, eu disse ao Senhor: “Pai, eu não estou orando a qualquer nome, não estou pedindo à qualquer um, mas estou orando ao nome que é sobre todo nome, ao Todo Poderoso Deus, Àquele que está acima de tudo o que se possa mencionar.”

É importante deixarmos essa verdade entrar em nossos corações. Muitas vezes até sabemos do poder que há no nome de Jesus porque ouvimos falar ou porque lemos em Sua Palavra, mas muito mais do que saber disso racionalmente, precisamos nos apropriar disso, orando e declarando com fé aquilo que ansiamos do Senhor.

Uma fé pequena e fraca não combina com o Deus grande e forte que servimos. Precisamos entender que não oramos a um Deus indiferente, pequeno ou limitado. Não! Jesus Cristo, a quem oramos, e quem intercede por nós à direita do Pai, é o nome no qual devemos pedir, pois esse nome é mais poderoso do que tudo e foi elevado pelo Pai muito acima de tudo, e portanto, Ele é Todo Poderoso para intervir inclusive em situações em que um verdadeiro milagre se faz necessário.

Não é a partir do meu merecimento, da minha capacidade, da força do meu braço, ou do jeito que eu dou para as coisas que as bênçãos acontecem. É em primeiro lugar, a partir da graça de Deus em meu favor, do Seu poder, da Sua força, e do jeito que Ele dá nas circunstâncias, para que elas cooperem para o meu bem.

Também é muito importante lembrarmos que nem sempre nossas orações são respondidas do modo que gostaríamos, e nem sempre aquilo que pedimos acontece. Isso porque Deus é um Pai que ama incondicionalmente Seus filhos, e Ele sabe muito melhor do que nós o que é bom ou não para as nossas vidas, o que pode comprometer nossa fé e nossa vida com Ele, o que aparenta ser caminho de vida, mas na verdade é caminho de morte, enfim, Ele é perfeito, Ele sempre nos ouve, Ele não falha no controle de nossas vidas.

Mas a você que tem clamado por algo em conformidade com a Palavra e a vontade do Pai relatada nela, anime-se, persevere! O nome de Jesus é o nome no qual todo demônio se submete, no qual os enfermos são curados, vidas são restauradas, cegos espirituais tornam-se servos do Deus Altíssimo, este é o nome das possibilidades, vitórias e bênçãos que olhos ainda não viram!

E o mais importante do que ter uma oração atendida, amados! Sirvamos nosso Senhor Jesus Cristo primeiramente pelo o que Ele é, por fato de Ele ser Deus e digno de toda glória, e não pelo o que Ele pode nos oferecer.

Deus te abençoe!
Priscila Grah