23 de nov de 2015

Ore, entregue, confie e descanse!


Amados, o Espírito Santo tem falado muito comigo sobre descansarmos nossos corações em Deus, e nesta manhã meditando no verso de 1 Pedro 5:7 que diz: “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” fiz exatamente isso: lancei sobre Deus todas as preocupações, ansiedades e temores que estavam em meu coração e decidi que descansaria em cada uma delas depois de ter orado.

Faça o mesmo, querido (a)! Se preferir, anote seus temores, todas as suas inquietações, e no seu momento com Deus converse com Ele, entregue tudo a Ele, e escolha descansar a respeito de cada uma dessas coisas. Um dia ouvi a Joyce Meyer dizer que Deus falou a ela: “Joyce, ore absolutamente por tudo e você não terá que se preocupar com mais nada.”

Eu sou prova viva de que vale à pena descansar em Deus! Semana passada passei por situação que desafiou muito minha fé, e confesso que no momento que aconteceu fiquei muito preocupada, mas quando entreguei de todo o coração meu fardo pesado a Deus Ele me encheu da Sua paz e ainda fez cooperar para o bem aquela situação que tanto havia me preocupado! Aleluia! 

Deus é bom, irmãos! Ele continua no controle, Ele continua sendo Deus, e quando nossas forças são testadas ao máximo, quando nossa fé é provada no fogo, podemos estar certos de que Deus está nos aperfeiçoando e anseia nos levar a outro patamar espiritual!

Talvez você já tenha meditado tantas vezes no versículo que escreverei a seguir, mas nunca tenha tido uma experiência real com ele. Convido você a abrir seu coração e receber essa promessa neste dia:

“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.” (Filipenses 4:6-7).

Deus te abençoe!
Priscila Grah

19 de nov de 2015

Descanse em Deus!


“Feliz aquele que age assim, o homem que nisso permanece firme, observando o sábado, para não profaná-lo, e vigiando sua mão, para não cometer nenhum mal". (Isaías 56:2).

Certos sentimentos e atitudes facilmente associamos como pecado, como a inveja, o rancor, a mentira, mas muitas vezes não nos atentamos que o medo, a preocupação excessiva e a falta de descanso em Deus também são falhas no qual devemos nos desprender. 

Sabemos que no Antigo Testamento o sábado era observado pelos judeus como um dia de descanso e adoração, dedicado ao Senhor. Descansar no sábado, assim como Deus “descansou” no sétimo dia na obra da criação, apontava para Jesus, o Messias, no qual um dia o povo de Deus descansaria do seu “trabalho” de serem aceitáveis a Deus, observando as diversas leis estabelecidas e oferecendo sacrifícios para terem a comunhão com Deus temporariamente restaurada.

Não quero entrar em méritos de guardar ou não o sábado. O ponto em que Deus falou ao meu coração nesta manhã, amados, é que devemos descansar de nossos trabalhos, fardos pesados, pesos e preocupações em Jesus, aquele que é Senhor do sábado. Hoje, na nova aliança, Ele é o nosso descanso enquanto nos oferece seu jugo leve e seu fardo suave (Mateus 11:30).

Enquanto estamos preocupados, sobrecarregados de medo e ansiedade, abrimos portas para o inimigo nos oprimir e falhamos com Deus, que nos adverte 365 vezes (uma vez para cada dia do ano) em sua Palavra “Não temas.”

Repare nesta Palavra de Isaías acima. A Bíblia chama de “feliz” aquele que observa o sábado, ou seja, em nossos dias podemos adaptar isso como aquele que descansa em Jesus. E não somente isso, mas, o sábado, como um dia que era dedicado ao Senhor, consagrado a Ele, podemos trazer para o nosso tempo a verdade de que ainda precisamos consagrar nosso tempo a Deus. Precisamos gastar tempo em oração, intimidade, em ouvirmos a Sua voz e fazermos a nossa voz ser ouvida por Ele. 

E é interessante que, enquanto nos achegamos a Deus, conversamos com Ele, entregamos nossos medos em oração, nós consequentemente entramos no descanso que Ele tem a nos oferecer, e então a promessa de que Sua paz estaria conosco se cumpre em nossas vidas.

Se você se sente oprimido, amedrontado, aflito ou ansioso, escolha obedecer ao que Deus lhe diz em Sua Palavra para que você DESCANSE nEle! Obediência não se refere a não praticarmos apenas os pecados que mencionei no início deste texto ou outros tão óbvios para nós, obediência também se refere a descansarmos, não temermos, não nos preocuparmos com o dia de amanhã!

Deus te abençoe!
Priscila Grah

4 de nov de 2015

JESUS é o motivo do meu LOUVOR!


Louvar a Deus não é algo que devemos fazer apenas quando estamos junto de outros irmãos na igreja, quando estamos alegres ou muito agradecidos por algo. Eu, particularmente, estou vivendo um momento difícil e Deus tem me chamado para louvá-Lo, simplesmente porque nosso louvor e nossa adoração independem das circunstâncias que estamos vivendo. Deus é bom em todo tempo e é digno de nosso louvor!

Eu poderia citar inúmeros Salmos e outras passagens bíblicas que nos convidam a expressar nosso louvor ao Senhor, mas escolho compartilhar o Salmo que Deus me fez meditar nesta manhã: “Ofereçam música a Deus, cantem louvores! Ofereçam música ao nosso Rei, cantem louvores! Pois Deus é o rei de toda a terra; cantem louvores com harmonia e arte.” (Salmos 47:6,7).

Algo que tem me incomodado, irmãos, é o quanto os louvores de hoje estão voltados para o homem, o quanto a temática dessas canções estão direcionadas para nós e pouco para Deus. 

“Deus me ama.” “Sou mais que vencedor.” “Eu tudo posso.” “Você vai ver minha vitória”, e por aí vai. Eu entendo que algumas dessas canções fortalecem nossos corações especialmente em momentos de tristeza, de dor, mas eu creio que o culto é um momento de cultuar A DEUS, de louvá-Lo, de elogiá-Lo pelo o que Ele é e olharmos para Ele, e não de nos concentrarmos em nós mesmos.

Quando medito no Salmo que diz: “Louvem o Senhor, todas as nações; exaltem-no, todos os povos!” (Salmos 117:1), eu não quero oferecer um louvor a Deus que fale do quanto sou especial, de que vou receber minha vitória, entendem? Eu creio que o mais cabível neste momento é exaltar o Seu nome, cantar Sua beleza e santidade... ELE é o motivo de nosso louvor!

Diante disso, convido você a ouvir este louvor e adorar ao Senhor comigo:


(Santo – Santa Geração)

Santo, Tu és Santo
Senhor Deus, Todo Poderoso
Aquele que era
Que é
E que há de vir

Deus te abençoe!
Priscila Grah

3 de nov de 2015

NÃO TEMAS, ó vermezinho Jacó!


“Não tenha medo, ó verme Jacó, ó pequeno Israel, pois eu mesmo o ajudarei", declara o Senhor, seu Redentor, o Santo de Israel.” (Isaías 41:14).

Esse versículo de Isaías já me intrigou por diversas vezes. Parece estranho ver Deus se referindo a Israel como “verme”, e em outras traduções “vermezinho” e “povozinho.” Vermes são repugnantes e nos causam aversão, mas porque Deus se referiu ao Seu povo desta forma?

Logo após essa descrição, ainda no mesmo fôlego, está escrito: "Veja, eu o tornarei um debulhador, novo e cortante, com muitos dentes. Você debulhará os montes e os esmagará, e reduzirá as colinas a palha. Você irá peneirá-los, o vento os levará, e uma ventania os espalhará. Mas você se regozijará no Senhor e no Santo de Israel se gloriará.” (Isaías 41:15,16).

Ou seja, apesar de Israel ser chamado de “vermezinho” e “povozinho”, Deus os entregou promessas de usá-los em grandes propósitos e alegrá-los provando que, inícios pequenos, improváveis e desprezíveis, podem tornar-se grandes e memoráveis finais nas mãos de Deus!

Eu poderia escrever sobre Moisés, José, Davi, Gideão e tantos outros! Mas por ora, digo-lhes que Deus é especialista em usar o improvável, o pouco possível, o desprezível, aquilo que o homem julga incapaz, para que todos entendam que Deus não vê como o homem e Ele se compraz em abençoar e usar os humildes da terra em Seus propósitos soberanos!

“Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante ele.” (1 Coríntios 1:27-29).

Em Cristo,
Priscila Grah

2 de nov de 2015

Nunca estou só!


“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.” (João 14:16,17).

Muito comumente em nossos momentos de dor e tribulações somos tentados a pensar que estamos sós. Parece que não há uma só pessoa no mundo capaz de compreender nossa dor e então dentro de nós se forma um sentimento de inadequação e solidão.

Mas conforme escrevi no post anterior, cremos que Deus está conosco pela fé. Ainda que não O vejamos ou sintamos sabemos que Ele está conosco simplesmente porque Sua Palavra nos garante isso e ela é infalível, totalmente digna de nossa confiança.

No momento em que Jesus estava pregado na cruz e todo o pecado do mundo que Ele carregava consigo temporariamente separou-o de Deus Pai, Ele também sentiu-se só e disse: “Meu Deus, Meu Deus! Por que me abandonaste?” (Mateus 24:46b).

Mas quando meditamos acerca do que Jesus nos garantiu antes de ir ao Pai, que Ele não nos deixaria sós mas enviaria outro Consolador para que ficasse conosco, o Espírito Santo, temos então a garantia de que de fato nunca estamos sozinhos, pois o próprio Deus habita dentro de nós e está junto de nós inclusive em nossos momentos de dor e pesar!

O Salmista declara que Deus nos cerca por trás, pela frente e não há como escapar do Seu Espírito (Salmos 139:5,7-10). Portanto, independente de sentirmos alguma emoção ou não e de nos sentirmos seguros ou não, é a verdade da Palavra de Deus que nos assegura que em todo tempo Ele está conosco.

Mais uma vez Deus nos diz: “Eu estou contigo”, e para finalizar esse texto quero deixar uma Palavra que Deus tem muitas vezes trazido ao meu coração acalmando minhas tempestades e me convidando a andar por fé: Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; Eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa.
(Isaías 41:10).

Que Deus te abençoe!
Priscila Grah