25 de jul de 2016

Entregue ao Senhor, ore!


Quando Ezequias reinava em Jerusalém, o rei da Assíria enviou representantes junto de seu exército para afrontar o povo de Judá e ao Deus de Israel. Em 2 Reis 19:14-15 lemos que após Ezequias ter recebido uma carta que novamente afrontava ao seu povo e ao seu Deus, ele subiu ao templo do Senhor, estendeu a carta perante o Senhor, e depois orou ao único que poderia intervir diante da ameaça e afronta que receberam.

A resposta à oração de Ezequias foi que que nenhuma só flecha foi disparada contra Jerusalém (1 Rs 19:32), e naquela noite o anjo do Senhor matou cento e oitenta e cinco mil homens no acampamento assírio (verso 35). Envergonhado, o arrogante rei assírio que havia blasfemado contra Deus e o Seu povo, agora voltava para casa onde mais tarde fora morto à espada pelos próprios filhos.

E este grande livramento começou a partir do posicionamento de um só homem: do rei Ezequias! Quando ele entrou na presença do Senhor levantando ao alto aquela carta, aquela má notícia, e ele orou ao Senhor pedindo Sua intervenção naquela circunstância, Deus o ouviu e atendeu, e sua nação foi salva!

Talvez você também tenha uma má notícia em mãos hoje! Uma conta para pagar sem dinheiro para quitá-la, um diagnóstico médico, uma carta de divórcio, uma mensagem ruim de desprezo, de afronta, de rejeição... Não importa o que seja! Escolha à semelhança de Ezequias erguer essa “carta” ao Senhor pedindo que Ele intervenha nesta causa, e aguarde para ouvir atentamente do Senhor o que você deve fazer a respeito. Creia que o livramento virá!

Deus te abençoe!
Priscila Grah

23 de jul de 2016

Receba e creia no amor de Deus!


Tenho postado vários trechos do livro “Campo de Batalha da Mente” da autora Joyce Meyer, e hoje gostaria de compartilhar mais uma parte muito edificante desse livro com vocês, que fala a respeito do amor de Deus por nós.

Tenha a mente "Deus-me-ama".

E nós conhecemos [entendemos, reconhecemos, estamos conscientes de por meio de observação e experiência] e cremos [aderimos e colo camos fé e confiamos] no amor que Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus, nele. (I João 4.16).

Tenho aprendido que a mesma coisa que é válida para o amor de Deus é válida para a sua presença. Se jamais meditamos em Seu amor, não o experimentaremos.

Paulo orou em Efésios 3 para que as pessoas experimentassem o amor de Deus por elas mesmas. A Bíblia diz que Ele nos ama. Mas quantos dos filhos de Deus ainda não têm a revelação no tocante ao amor de Deus?

Lembro-me de quando iniciei os Ministérios Life in the Word. Na primeira semana em que eu deveria dirigir um encontro, perguntei ao Senhor o que Ele queria que eu ensinasse, e Ele me respondeu: "Diga ao meu povo que eu o amo". "Ele sabe disso", eu disse. "Eu quero ensinar-lhe alguma coisa realmente poderosa, não uma lição de Escola Dominical sobre João 3.16." O Senhor me disse: "Poucos do meu povo sabem quanto eu os amo. Se eles soubessem, agiriam de modo diferente".

Quando comecei a estudar o assunto de receber o amor de Deus, percebi que eu mesma estava em desesperada necessidade. O Senhor me conduziu em meu estudo para 1 João 4.16, que afirma que deveríamos estar conscientes do amor de Deus. Isso significa que deveria ser alguma coisa sobre o que devemos estar ativamente conscientes.

Eu tinha um tipo de entendimento vago, inconsciente de que Deus me amava, mas o amor de Deus é uma força poderosa em nossa vida, que nos conduzirá por meio das mais difíceis provações à vitória.

Em Romanos 8.35 o apóstolo Paulo nos exorta: Quem nos sepa rará do amor de Cristo? Será [o sofrimento ou a] tribulação, [calamidade] ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez ou perigo, ou espada? Então, no verso 37 ele continua dizendo: Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.

Estudei esse assunto por um longo tempo e me tornei cons ciente do amor de Deus por mim ao pensar sobre o seu amor e confessá-lo em voz alta. Aprendi versículos sobre o amor de Deus e meditei neles e os confessei com a minha boca. Fiz isso por me ses, e o tempo todo a revelação do Seu amor incondicional por mim foi se tornando mais e mais uma realidade para mim.

Agora Seu amor me é tão real que até mesmo em tempos difíceis sou confortada pelo "conhecimento consciente" de que Ele me ama e que eu não mais tenho de viver com medo.

("Campo de Batalha da Mente", Joyce Meyer, págs. 159 160).

20 de jul de 2016

Feliz dia do amigo!


Gosto muito de chamar Jesus de "amigo" em minhas orações, pois a Bíblia diz que "o amigo ama em todos os momentos e é um irmão nas adversidades" (Provérbios 17:17), e é exatamente desse amor e profunda comunhão que tenho experimentado em todos os momentos por parte dEle, o meu modelo e referencial de amizade!

A Bíblia também diz que "existe amigo mais apegado que um irmão" (Provérbios 18:24), e é impossível que outro amigo ou irmão se apegue mais à minha alma do Ele, pois Ele me ama tanto que decidiu morar nas recâmaras do meu coração.

E diante de tantos ensinamentos que obtive dEle, um dos mais bonitos, e que consiste na genuína expressão do amor, aprendi que devo dar a minha vida por meus amigos, assim como fez por mim o meu Senhor! "Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos." (1 João 3:16-16).

Feliz dia do amigo, Jesus!

E feliz dia do amigo à todos vocês: amigos próximos, distantes, virtuais, amigos-clientes, companheiros de caminhada, amigos de oração!

Agradeço a Deus pela vida e amizade de cada um de vocês! Que Ele os abençoe!

Priscila Grah

19 de jul de 2016

A tribulação produz paciência!


"E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência." (Romanos 5:3).

Essa é uma promessa em sua essência, mesmo que não seja na sua forma. Temos necessidade de paciência, e aqui vemos como obtê-la. Somente pela prática que aprendemos a ter paciência, da mesma forma que somente nadando que os homens aprendem a nadar. Eles não poderiam aprender essa arte na terra firme, nem nós poderíamos aprender paciência sem tribulação. Por acaso não vale a pena sofrer tribulação com o objetivo de alcançar esse formoso equilíbrio de mente que quietamente se submete em tudo à vontade de Deus?

No entanto, nosso texto expressa um fato singular, que não é conforme a natureza, antes, é sobrenatural. A tribulação em si mesma gera petulância, incredulidade e rebelião. Somente pela sagrada química da graça que ela é levada a trabalhar paciência em nós. Não debulhamos o grão para tirar o pó somente, no entanto, o flagelo da tribulação faz isso sobre a eira de Deus. Não sacudimos um homem para dar-lhe descanso, no entanto, o Senhor trata assim Seus filhos. Certamente isso não corresponde ao modo humano de fazer as coisas, o que redunda em glória para nosso infinitamente sábio Deus.

Oh, que a graça me conceda que minhas tribulações me abençoem! Por que motivo eu desejaria deter sua agraciada influência? Senhor, eu te peço que tires minha aflição, mas te suplico dez vezes mais que tires a minha impaciência. Precioso Senhor Jesus, com Tua cruz grava a imagem de Tua paciência em meu coração.

(C.H.Spurgeon)

Acompanhe o @filhadosoberanotambém pelo #Telegram. Procure o canal por "filhadosoberano."

5 de jul de 2016

#SemanadePromoções: "30 Dias Para Tornar-se Uma Mulher de Oração"


Confira essa e outras promoções especiais lá na loja virtual: http://livrariafilhadosoberano.iluria.com

O lançamento da Stormie Omartian "30 Dias Para Tornar-se Uma Mulher de Oração" também está com uma preço super especial para vocês! :)
Sinopse: Há anos Stormie Omartian vem conduzindo milhões de mulheres em todo o mundo a reconhecerem a importância de Deus em sua vida e a colocarem suas necessidades diante do Senhor. Mas Stormie sabe que confiar em Deus, por mais vital que seja, não é tarefa simples. Crer exige disposição para encarar o desconhecido, dar um salto no escuro naabsoluta certeza de que o Senhor está à sua espera para ampará-la, independentemente da situação. Como poucos, Stormie fez de sua vida um testemunho do poder transformador de Deus para os que creem. Nesta obra, ela aponta o caminho da oração e da entrega para viver livre do peso da culpa, experimentar o perdão e perdoar, resistir às tentações, enfrentar as provações, descobrir o amor de Deus, crescer em fé e muito mais. Os próximos trinta capítulos mostrarão a você trinta maneiras de orar. Seria possível escrever um livro sobre cada capítulo, pois há muito que aprender sobre cada assunto; mas aquilo que registrei neste livro é suficiente para gerar uma transformação em sua vida. Não permita que a brevidade do capítulo diminua a importância do assunto. Se você internalizar as trinta formas de orar por sua vida, terá uma existência repleta de equilíbrio, propósito, liberdade, plenitude e sucesso verdadeiro. Terá uma vida de oração dedicada a se aproximar de Deus e a se comunicar com ele todos os dias; uma vida que dá certo. Stormie Omartian

Para aquirir acesse http://livrariafilhadosoberano.iluria.com ou através do WhatsApp (11) 9 5989-7379.